Ensino Fundamental – Anos Finais

Inovação, Tecnologia e Qualidade!

Ensino Fundamental
Anos Finais

Entre o 6º e o 9º ano já têm matérias específicas como
Biologia, Química e Física.

Entre o 6º e o 9º ano já têm matérias específicas como
Biologia, Química e Física.

Ensino Fundamental - Anos Finais

Os estudantes do Ensino Fundamental - Anos Finais fazem parte da faixa etária correspondente à transição entre infância e adolescência. Por isso mesmo, estão sujeitos a intensas e rápidas transformações biológicas e emocionais. É nesse período da vida que se ampliam os laços afetivos, os vínculos sociais e as possibilidades intelectuais. É evidente também, nesta fase, o aumento paulatino das capacidades de realização de raciocínios mais abstratos e exercício da empatia, fundamentais para a construção da autonomia e aquisição de valores morais e éticos. 

6º e 7º Ano

Aprofundamos o estudo na disciplina Ciências.

8º Ano

São introduzidas Biologia e Física para o aluno ter o estudo direcionado.

9º Ano

A disciplina Ciências dá o lugar a Física e Química para um estudo separado e mais aprofundado.

Anos Finais
Aprofundamento gradual dos conhecimentos

As características próprias dessa fase da vida dos estudantes indicam que já é adequado considerar no currículo escolar os objetos de conhecimento de maior complexidade e, em boa medida, especializados. Tendo como referência essa maior especialização, é importante, nos vários componentes curriculares, retomar e ressinificar as aprendizagens do Ensino Fundamental – Anos Iniciais no contexto das diferentes áreas de conhecimento, visando ao aprofundamento gradual e à ampliação de conhecimentos. Assim sendo, no Colégio InediTec, os estudantes são apresentados a conteúdos mais específicos e aprofundados, relacionados às Linguagens, às Artes, à Matemática, às Ciências Naturais e Humanas, ao Empreendedorismo, etc. Em tempo, destaque-se que esse momento constitui uma base importante para o ingresso e desenvolvimento dos nossos educandos no Ensino Médio.

COMPETÊNCIAS GERAIS DA BNCC PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA

1

Conhecimento

2

Pensamento científico, crítico e criativo

3

Repertório cultural

4

Comunicação

5

Cultura digital

6

Trabalho e projeto de vida

7

Argumentação

8

Autoconhecimento e autocuidado

9

Empatia e cooperação

1O

Responsabilidade e cidadania

Teatro InediTec

Arte - Teatro e Dança

O teatro, a dança, incluindo-se outras linguagens artísticas e suas combinações, se confundem com a história do Colégio InediTec. São, reconhecidamente, formas de expressão humanas necessárias ao desenvolvimento não só de habilidades cognitivas, mas, principalmente, socioemocionais de nossos estudantes, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Música InediTec

Música

A música causa emoções, transforma momentos, educa e constrói grande parte do que somos e sentimos. Ajuda na memorização, concentração, coordenação motora, oralidade e percepção auditiva. Também proporciona redução dos níveis de estresse, cria vínculos e contribui para o bom desempenho dos diversos componentes curriculares. Platão já dizia que a música é um instrumento educacional mais potente do que qualquer outro.

empreendedorismo InediTec

Empreendedorismo

Conjunto de conhecimentos, habilidades, atitudes e competências que podem ser adquiridos e praticados pelos indivíduos, para aproveitar oportunidades, criar, inovar, gerir e realizar projetos que promovam desenvolvimento pessoal e socioeconômico sustentável para sua comunidade.

Robótica InediTec

Cultura Maker e Robótica

Cultura Maker é um movimento forte reunindo pessoas para a construção criativa de objetos e instrumentos para aplicação própria, utilizando materiais disponíveis e alternativos. No Colégio InediTec, esse conceito tem finalidade pedagógica, sendo realizado em um ambiente interdisciplinar e tecnológico com a inovação de estar associado à cultura digital e à robótica.

Colégio InediTec e Sistema Anglo

Para a implementação da nova Proposta Pedagógica, o Colégio InediTec firmou parceria com o Sistema Anglo, o qual atua na área educacional há mais de 70 anos, destacando-se nacionalmente pelos maiores índices de aprovação, tanto no ENEM, quanto nos vestibulares mais concorridos do país.

Com a parceria, muda a metodologia do Ensino Médio, que passa a ser centrada no planejamento do conteúdo, no desenvolvimento criativo das aulas, no acompanhamento diário do processo de aprendizagem e na ação da assessoria pedagógica para aprimorar os resultados.

Outra mudança diz respeito aos materiais didáticos produzidos por professores-autores experientes e consagrados em todo o país. Inclui, ainda, uma completa plataforma tecnológica, o “Learning Book”, que potencializa a prática de sala de aula e o desempenho dos estudantes. Através do “Learning Book”, alunos do Ensino Médio e professores têm acesso ao material didático digital e interativo, com conteúdos e exercícios personalizados pelo professor, tarefas, simulados e provas, vídeos, animações, ferramentas colaborativas Google For Education, além de relatórios de desempenho e acompanhamento da aprendizagem.

Sob a nova Lei, preconizando a permanência do estudante no ambiente escolar, através da construção de currículo escolar diferenciado e esperadamente mais interessante, o Colégio InediTec iniciará o ano letivo de 2022 com uma nova Proposta Pedagógica. O modelo antigo permanecerá para as turmas atuais por mais um tempo, tendo sua extinção definida para o final do ano de 2023.

Perguntas e respostas

De acordo com as evidências que corroboram os marcos do desenvolvimento, é possível definir a idade em que a alfabetização deve ocorrer, visando o pleno desenvolvimento da criança ao longo de toda sua trajetória escolar. Essa idade ocorre por volta dos seis anos, quando ela ingressa no 1º ano do ensino fundamental. Em alguns casos, a alfabetização pode acontecer mais cedo ou mais tarde, dependendo de um grande número de fatores, como nível socioeconômico, incentivo da família em atividades de leitura e escrita, e também aspectos genéticos. 

A ciência mostra que por volta dessa faixa etária a maioria das crianças está neurologicamente preparada para começar a aprendizagem da língua escrita e dos grafemas, que são as representações escritas dos fonemas (sons da fala) – estes últimos aprendidos antes da alfabetização, ao escutar as falas dos adultos. 

As habilidades desenvolvidas ainda na Primeira Infância pavimentam o caminho para o sucesso da alfabetização na idade certa. Conhecer o alfabeto e o desenho das letras, por exemplo, é uma dessas habilidades e devem ser incentivadas por adultos antes da alfabetização formal, na forma de jogos. Brincadeiras com palavras, rimas, cantigas e leitura de livros infantis são algumas das atividades que os adultos podem promover para auxiliar nesse processo. Com isso, a criança estará preparada para, no início do ensino fundamental, ser apresentada à língua de maneira sistemática (seja a língua portuguesa ou outro idioma), com concentração e capacidade de abstração para compreender o princípio alfabético e as equivalências entre grafemas (escrita) e fonemas (sons) – fatores essenciais para garantir a alfabetização.

Porque o processo de aprendizagem é individual. Apesar de o professor dar orientações coletivas em sala, a trajetória de cada aluno é singular. Cada um possui um tempo diferente para a construção de aprendizagem, e quando esse momento ocorre, a alfabetização torna-se muito tranquila e efetiva, contudo é necessário primordialmente respeitar esses diferentes tempos das crianças, acreditando que o processo irá ocorrer no tempo certo. 

Apesar de a escola ser fundamental no processo de alfabetização infantil, a presença da família tem muita importância, não apenas para que a criança mantenha um bom ritmo em casa, mas também para que seu desenvolvimento seja acompanhado de uma boa relação família-escola. 

De fato, quanto maior a participação familiar no ensino, mais interessada a criança fica no aprendizado. Esse é o estímulo essencial durante a fase de alfabetização; afinal, o hábito e o treino da leitura e escrita faz com que tudo seja memorizado e desenvolvido com mais facilidade. 

O gosto pela leitura desde cedo é fundamental que a palavra escrita esteja presente. Cabe aos familiares, então, ler para os filhos, deixar à disposição dos filhos livros, suplementos de jornais, HQs e revistas. O material deve estar em prateleiras baixas, ao alcance deles, proporcionando a livre exploração. Além disso, incentive-os a levar a criança à biblioteca mais próxima. Deixar sempre à mão canetas, lápis e papéis é um convite aos desenhos e à escrita. 

É necessário salientar que nesta fase é importante também que a criança desenvolva habilidades de se organizar, falar dos seus sentimentos, seja solidário, aprenda a questionar e argumentar, desenvolva confiança, autoestima, tenha autonomia para cuidar do seu próprio material e do ambiente em que vivem. 

O colégio INEDI trabalha seu processo de alfabetização com o propósito de ser para a criança: um lugar de brincar, amar, fazer amigos, aprender a ser feliz, para aprender a ler e descrever o mundo.